lunes, 14 de julio de 2014

Continúan las concentraciones en España contra el ataque genocida sionista contra Gaza


Ataque aéreo israelí mata a tres niñas con necesidades especiales en Beit Lahai

Por Margaret Pereira

Três meninas com necessidades especiais foram mortos durante um ataque aéreo israelense na madrugada sábado em um orfanato para as pessoas com deficiência no distrito de Beit Lahiya na Faixa de Gaza. 

Muitos enfermeiros que trabalham para o orfanato, também sofreu ferimentos graves durante o ataque. 

De acordo com Quds Press, o ataque aéreo nivelou o edifício do orfanato para o chão. 

Em um incidente separado, um outro ataque aéreo em um grupo de civis na cidade de Gaza matou três deles imediatamente e outros prestados gravemente ferido, testemunhas relataram. 

O exército de ocupação israelense também travou dezenas de ataques aéreos em várias casas pertencentes a civis no norte de Gaza, Khan Younis e Cidade de Gaza. Não há vítimas foram relatados até agora. 

Enquanto isso, 22 civis palestinos teriam sido feridas em ataques de artilharia indiscriminados em áreas de fronteira povoadas na Faixa de Gaza. 

A artilharia israelense também bombardeou uma casa pertencente a Isam Da'alis, que serviu como um conselheiro do ex-premier Ismail Haneyya, em Al-Nusseirat campo de refugiados no centro de Gaza, bem como três outras casas e uma mesquita. 

Uma sociedade beneficente em Al-Maghazi campo de refugiados no centro de Gaza e um tribunal militar na cidade de Gaza foram bombardeados também. 


Convocatorias en la Comunidad Autónoma Andaluza contra 

el Genocidio en la Franja de Gaza

Huelva: 
Lunes 14 de Julio. 20:30h. Junto Subdelegación del Gobierno

Cádiz :
Martes 15 Julio. 20h. Plaza Palillero

Jaén:
Martes 15 de julio. 20h. Plaza de la Constitución

Sevilla:
Jueves 17 de Julio. 20h. Plaza Nueva.

Granada:
Jueves 17 de Julio. 20h. Subdelegación del Gobierno.

Marbella:
Jueves 17 de Julio. 20h. Templete del Parque de la Alameda.

Córdoba:
Sábado 19 de Julio. 12h de la mañana. Jardín de los Patos




--
"No a la Guerra Imperialista" en Twitter, YouTube y con grupo en Facebook: https://twitter.com/Noalimperialism https://www.youtube.com/channel/UCdGNecCvHFUGUC8dTQmIvDA https://www.facebook.com/groups/301202956654207/